segunda-feira, 17 de abril de 2017

Calo


Silencio... Grito por dentro, cada vez que me calo. Só eu sei onde o calo dói, onde a dor é doida, doída. Como sói ser a dor de quem se cala.

Maria Lemke

Nenhum comentário:

Postar um comentário