sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Quiçá, quiçá, quiçá

Por agora, toda minha inspiração foi embora. Talvez volte a requentar velhos posts. Ou contar pequenas alegrias, usando velhas alegorias.  Contar sonhos molhados, os que te deixam afogueado. Quem sabe até do que tenho medo. Na falta do mais, vou confessar alguns de meus pecados. Alguns er(r)os e, quiçá, alguns segredos. 

Maria Lemke

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Dúvidas tardias

Tenho muitas dúvidas. Uma delas é se estouro todo o papel bolha que tenho de uma só vez, ou se devo guardar um pouco para emergências...

domingo, 24 de agosto de 2014

Sem sentido(s)

Às vezes não disfarço meus gritos. Em outras, sou só gemidos.
Às vezes digo não. Outras, sou pura pele.
Às vezes sou medo. Em outras, perco a medida.
Alguns me roubam beijos e até querem tirar-me o sono e o vestido...
Outro, per se, me priva dos sentidos.

Maria Lemke

sábado, 23 de agosto de 2014

Não é Haikai III

Lágrimas são apenas água salgada que nosso olhos produzem para encharcar o árido terreno da solidão.

Maria Lemke

domingo, 17 de agosto de 2014

Rendez-vous

Nem sempre um rendez-vouz rende alguma coisa.
Nem sempre é prudente render-se.
Nem sempre.
Mas às vezes...
Maria Lemke

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Calvário





                                                                                                           Catedral de Sal, Zipaquirá, Colômbia
Fotos: Maria Lemke




terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ouro Fino

                                                        Foto: Maria Lemke
Generosamente pintado pelo sol de fim de tarde, um beco continua sendo chamado de Ouro Fino... 

Maria Lemke